Add-in Processos

Updated on abril 24, 2017
Aplica-se a: 2010, 2011, 2012, 2013, 2014, 2015, 2016

Com certeza você, em algum momento passando pelas abas de seu Lantek Expert, viu esse botão e se perguntou… O que será que isso faz?

prc_acesso

Na verdade, o Add-in Processos está presente em todas as instalações do software Lantek Expert Plus.

A principal função desta opção é permitir ao usuário a execução completa do processo de programação ou automatizar tarefas repetitivas do dia a dia.

Logicamente, o sucesso desta execução completa depende de uma série de fatores e vasto conhecimento das parametrizações do software.

Porém, como sabemos que nem todo processo de programação respeita a uma padronização, variáveis de utilização deste recurso são aplicáveis.

A janela de Processos possibilita a criação em formato linha a linha a partir de um Conjunto de instruções de uma série de ações relacionadas à banco de dados, sistema, trabalhos, conjuntos, chapas, importação de arquivos de peças, desenho, nesting e corte, paletização, visualização, impressão, erros e controles.

A tela é dividida em duas seções:

À esquerda o usuário pode visualizar e acessar todo o Conjunto de instruções disponível. Com duplo clique sobre a opção, a envia para a direita e realiza as configurações necessárias.

À direita o usuário com base em suas escolhas, verá em formato de listagem as instruções desejadas e poderá re-configurar as opções de cada uma, realizar ordenações (já que as ações serão processadas sequencialmente pelo software) e deleções de instruções.

Uma vez configurada a sequencia de instruções para a execução do processo, é possível utilizar o menu Processos e salvar o mesmo com um nome definido pelo usuário.

Para executar este, basta clicar sobre o botão Executar.

prc_executar

Para maiores informações sobre este recurso, acesse no módulo CAM do Expert: menu Trabalho > Ajuda > Documentação técnica > Selecione Working with process

Conhecendo o básico

 

Até onde o Add-in pode chegar

Com uma boa gestão e configuração de todo o software, é possível automatizar todo o processo de programação, a fim de minimizar intervenções humanas no processo.

Pré-requisito

Lembrando que esta ação só é possível, caso o processo do cliente permita padronizações e não tenha a necessidade de reajustes ou qualquer intervenção durante a execução do processo.

Abaixo um exemplo de utilização de processos que abrange:

  • Criação de um trabalho;
  • Importação e configuração de peças (arquivos .dxf) com base em necessidade vinda de uma planilha de Excel;
  • Nesting com utilização de chapas e retalhos disponíveis no estoque;
  • Corte das peças (aplicação de estratégia de caminho de corte);
  • Salvamento de todo o trabalho;
  • Criação de novos retalhos;
  • Geração dos arquivos CNC;
  • Impressão de todas as folhas de nesting;
  • Impressão de listagens pré-definidas pelo usuário;
  • Apresentação de mensagem na tela ao final da execução do processo.

Se quiser, faça o download dos arquivos utilizados neste exemplo:

  • Planilha Excel utilizada como exemplo;
  • Arquivo EXCELIMP.CFG;
  • Arquivos DXF;
  • Arquivo .prc (Processo salvo).

Download.

Importação automática de arquivos de peças

Uma das melhores funções presentes na lista de Conjuntos de instruções certamente é a possibilidade de se importar diferentes tipos de arquivos (desenhos de peças) e seus dados cadastrais de forma automatizada. Já que esta, é uma das atividades mais corriqueiras dos programadores e que demandam muito tempo e atenção.

A importação automática visa minimizar o tempo gasto com importações manuais e eliminar erros cadastrais. Dessa forma, otimizando o tempo do programador, que pode dar maior atenção ao que realmente interessa… utilização das ferramentas do software para otimização de processo e aproveitamento de matéria-prima.

A importação de peças pode ser realizada via arquivos de texto .lst/ .lstx ou Planilha de Excel (requer módulo adicional).

Os arquivos de peças podem ser de diferentes extensões e origens: externas ao banco de dados (dxf, dwg, pdf ou qualquer outro tipo de arquivo presente na lista de importadores) ou até mesmo peças já presentes no banco de dados.

Via planilha de Excel (Módulo adicional)

A importação de peças via Planilha de Excel é o método mais simples existente no software, pois basta o cliente possuir uma planilha modelo com as informações necessárias para o cadastro ou importação das peças no/ do banco de dados do Lantek e realizar os ajustes no arquivo de configuração EXCELIMP.CFG (presente na pasta C:\Lantek\Expert).

Exemplo de Planilha de Excel

Exemplo arquivo EXCELIMP.CFG (versão 2016)

Configuração do arquivo EXCELIMP.CFG

Com base na planilha acima, é possível configurar o importador.

O arquivo EXCELIMP.CFG é bem simples de ser configurado, bastando o usuário definir quais colunas representam qual informação de cadastro na seção excel sheet data. Porém exige certa atenção à interpretação e adição das informações.

Também é possível definir alguns valores padrões na seção default values.

E por fim, definir qual tipo de arquivo será importado ao banco de dados na seção general data.

Para abrir e editar este arquivo, recomenda-se que o usuário copie o arquivo EXCELIMP.CFG (presente na pasta C:\Lantek\Expert) e cole-na na área de trabalho. Então basta abrir este arquivo com o aplicativo “Bloco de notas” e realizar a edição.

Para facilitar a interpretação, abaixo estão imagens com comentários à frente da cada linha de configuração:

Via arquivo .lst/ .lstx

Para a importação destes tipos de arquivo no Lantek, geralmente é necessária uma customização no ERP do cliente, pois o ERP deverá exportar o arquivo .lst/ .lstx/ .xml previamente à importação do mesmo ao Lantek.

Este tipo de arquivo a ser exportado deve respeitar um formato padrão estabelecido pela fabricante Lantek, que utiliza a linguagem XML.

O que é XML?

Para quem deseja entender de forma básica o que vem a ser um arquivo XML, acesse:  O que é XML?

Exemplo arquivo .lstx (versão 2016)

Integrações

As integrações entre sistemas ERP e Lantek são totalmente possíveis, porém, é sempre recomendada uma visita técnica para análise e levantamento das informações que o cliente deseja integrar.

Com esta análise técnica, também é possível recomendar ao cliente, qual produto deve ser adquirido de acordo com a sua necessidade específica.

O material abaixo pode esclarecer algumas dúvidas.

Manual de Referência – Masterlink Integração XML-Rev2

Para maiores informações sobre integrações entre sistemas, entre em contato com nosso time de suporte suporte@ska.com.br

 

Ainda ficou com dúvidas sobre a utilização deste recurso?

Deixe seu comentário para melhorarmos ainda mais o conteúdo deste artigo.

Article Attachments

Was this article helpful?

Related Articles

Comments

  1. André Gonçalves

    Iniciei um trabalho como programação de uma máquina laser, no caso Bydtronic
    E quando vou executar o CNC na máquina, está dando erro, como se a posição da chapa no programa estivesse no eixo u e não no x, esta dando erro ” a posição da chapa está fora da posição de corte”

    1. Hellynton Araujo Pontes

      Olá André, para o seu caso, sugiro que entre em contato com o suporte da SKA.

Add A Comment